Return

Lembranças para a eternidade

1
RESERVATOIR

COL R Insignias de Santiago

Última de um ciclo de três conversas em torno de objetos e temas que habitam o Reservatório. Nesta sessão Isabel Osório conversa com Marisa Santos acerca dos objetos votivos encontrados na intervenção arqueológica realizada entre 1987 e 1992 no Castelo da Foz, peças recolhidas em enterramentos associados à antiga igreja Renascentista de São João da Foz, cujo corpo foi transformado em praça de armas da fortaleza na Guerra da Restauração. Cada um destes objetos transporta consigo memórias pessoais, que o tempo tornou indecifráveis, e marcas reveladoras da diversidade de práticas e sentidos devocionais, em que a tradição e a novidade se cruzam.

 

Marisa Pereira Faria Santos é doutoranda em Estudo do Património na Faculdade de Letras da Universidade do Porto, tendo terminado em 2018 o Mestrado em História da Arte, Património e Cultura Visual com o projeto Vestígios: Fotografia & Memória. É investigadora do CITCEM, Centro de Investigação Transdisciplinar Cultura, Espaço e Memória da Universidade do Porto, uma unidade de Investigação & Desenvolvimento vocacionada para a área das Humanidades. Enquanto investigadora desenvolve estudos ligados à História da Arte, nomeadamente à Arte dos séculos XVII e XVIII, aos estudos iconográficos, à fotografia, ao Património, tangível e intangível e à Educação Patrimonial. Neste momento encontra-se a realizar uma investigação do doutoramento, financiada pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia, intitulada S. João Baptista da Foz do Douro: Território, Devoção e Práticas Religiosas e Culturais (séculos XV – XX), tendo por ponto de partida as imagens devocionais da Foz do Douro, no âmbito da qual estudou o conjunto de peças que se encontram expostas no Reservatório da Pasteleira.

 

Maria Isabel Pinto Osório é licenciada em História, variante de Arqueologia pela Faculdade de Letras da Universidade do Porto e mestra em Arqueologia pela mesma universidade, com uma tese dedicada ao Porto medieval. É arqueóloga da Câmara Municipal do Porto desde 1985, tendo codirigido diversas intervenções arqueológicas realizadas pelos serviços municipais, sendo autora de vários estudos e artigos sobre a temática da arqueologia e da salvaguarda do património. Fez parte da equipa que dirigiu a intervenção arqueológica realizada no Castelo da Foz entre 1987 e 1992, no âmbito da qual foram identificadas centenas de sepulturas pertencentes à necrópole medieval e ao contexto da nova igreja renascentista, de onde foram exumados os espólios que serão objeto da presente palestra.

 

Inscrições

A participação na atividade é gratuita e requer inscrição prévia através do formulário. Limite de 40 participantes. + info mdc.educativo@cm-porto.pt. ou (+351) 226057000.

Endereço

Parque da Pasteleira (Entrada Poente)
Rua de Gomes Eanes de Azurara, s/n
4150-362 Porto
GPS: 41.151579, -8.662588
Localização

AUTOCARRO

200, 204, 207, 504

ESTACIONAMENTO

Lugares de estacionamento gratuito.