Voltar

Constelação Brahms #5

Descarregar

4
EXTENSÃO DO ROMANTISMO

© João Pereira

No último sábado de outubro, o ciclo Constelação Brahms do MUSEU DA CIDADE | Extensão do Romantismo apresentará obras de Johannes Brahms e Francis Poulenc. Esta tarde será ainda assinalada pela interpretação de peças do jovem compositor português, Pedro Emanuel Pereira. A Sonata para Clarinete de Brahms Op. 120 nº 2, escrita pelo compositor em 1894, foi dedicada ao clarinetista Richard Mühlfeld, surgindo num período tardio do seu percurso aquando da descoberta da singularidade do timbre do clarinete. Considerada como uma das maiores obras-primas do repertório do clarinete, foi uma das duas últimas obras de música de câmara produzidas pelo compositor antes da sua morte. Curiosamente, a Sonata para Clarinete e Piano de Poulenc, também foi uma das últimas obras completadas e dedicada à memória do compositor Arthur Honegger que, tal como Poulenc, pertenceu ao grupo dos Seis. Estas obras serão interpretadas por dois talentosos jovens portugueses: Carlos Ferreira (clarinete) e Pedro Emanuel Pereira (piano). 

 

INTÉRPRETES
Carlos Ferreira (clarinete)
Pedro Emanuel (piano)

 

AUTOR E OBRA MUSICAL
Johannes Brahms (1833-1897)  
Sonata nº 2 para clarinete e piano em mi bemol maior, Op. 120 nº 2  

  1. Allegro amabile
  2. Allegro apassionato
  3. Andante con motto – Allegro 

 

AUTOR E OBRA MUSICAL
Francis Poulenc (1899-1963) 
Sonata para clarinete e piano em si bemol, FP 184 

  1. Allegro tristamente
  2. Romanza
  3. Allegro con fuoco 

 

AUTOR E OBRAS MUSICAIS
Pedro Emanuel Pereira (1990) 
Suite “Aonde a Terra Acaba” Op. 11, para piano solo 

  1. Preludium
  2. Coral “Anjo de luto”
  3. Postludium “Malhão” 

Suite “Duas Igrejas”, Op. 7, para clarinete e piano 

  1. Preludium
  2. Fado
  3. Interludium
  4. Postludium

 

Carlos Ferreira é, aos 28 anos de idade, um dos mais proclamados clarinetistas da atualidade. Vencedor do 2º Prémio no ARD International Competition em Munique, do 3º Prémio e Prémio do Público no Concurso Internacional de Genebra e do WEMAG Soloist Prize do Festspiele Mecklenburg-Vormopern. Atualmente é Clarinete Principal na Orquestra Nacional de França, sendo convidado regular dos principais festivais e salas mundiais. Tocou como solista com diversos ensembles e formações, entre os quais se destacam a Orquestra Filarmónica Portuguesa, Orquestra Filarmónica do Estado da Transilvânia, a Orquestra de Câmara de Genebra, a Münchener Kammerorchester, a Münchener Rundfunkorchester e a Orquestra Nacional de França. Academista da Orquestra Royal Concertgebouw em 2016. Foi bolseiro da Fundação Calouste Gulbenkian enquanto estudava na Escola Superior de Música Reina Sofía em Madrid. Ingressou no Conservatorium van Amsterdam na classe de Arno Piters, e no HEMU de Lausanne na classe de Florent Héau. Em Portugal foi aluno de José Ricardo Freitas na Academia de Música José Atalaya e na ARTAVE, tendo concluído a licenciatura com Nuno Pinto na Escola Superior de Música e Artes do Espetáculo do Porto. Carlos Ferreira é Artista D’Addarío e Artista Buffet Crampon.

 

Pedro Emanuel Pereira é considerado um dos mais proeminentes pianistas e compositores portugueses da sua geração. Com 5 anos de idade iniciou os seus estudos musicais. Aos 13 anos apresentou-se a solo no Teatro D. Maria II em Lisboa com obras da sua autoria. Aos 15 anos foi vencedor do Concurso Internacional de Piano “Cidade de San Sebastian” e do Concurso Internacional de Piano “Richard Viñes”, em Lleida, Espanha. Um ano mais tarde, estreou-se a solo no ciclo de piano da Casa da Música do Porto. Em 2008, obteve uma bolsa de estudo por parte da Fundação Calouste Gulbenkian, tendo ingressado no Conservatório de Moscovo P.I. Tchaikovsky. Em 2014 terminou o curso com a mais alta distinção e, no ano seguinte, ingressou no Conservatório de Amesterdão. Foi-lhe atribuída uma bolsa de mérito pela Fundação Jacques Vonk, tendo terminado o Mestrado em junho de 2017 com nota máxima e com distinção Cum Laude. Pedro Emanuel Pereira foi laureado em mais de 20 concursos internacionais de piano. A sua carreira internacional proporcionou-lhe atuar internacionalmente, tendo tocado em reconhecidos festivais em mais de trinta países. Como compositor, assina um vasto número de obras para piano solo, voz, música de câmara e música orquestral.

 

BILHETES

BILHETEIRA ONLINE
Nas Estações do MdC ou no local.

 

Entrada
4€

 

Cartão Porto., Titulares do cartão de Bibliotecas, Colaboradores da CMP e Empresas Municipais
2€

 

Estudantes
2,80€

 

Lotação total
40 lugares