Voltar

Sonda #12 — Em torno do achado de uma moeda de D. João II

12
CASA DO INFANTE

Justo, 1490-1495. Ouro (Au), João II, Lisboa ou Porto (?), Portugal

A pretexto do aparecimento de um Justo (600 Reais) de D. João II (1481-95) nas escavações arqueológicas efetuadas na Casa do Infante, conta-se um pouco da história desta nova moeda de ouro, cunhada a partir de junho de 1485, nas casas da moeda de Lisboa e Porto. Apesar de, recentemente, a autenticidade de o único Justo produzido no Porto ter sido colocada em dúvida, são apresentados dados de fontes escritas e de afinidades técnicas e estilística entre o exemplar em apreço e moedas de prata do Porto, contemporâneas, que contrariam tal proposta. Tratando-se o Justo de uma das moedas mais raras de numária portuguesa, revela-se uma estimativa do total de moedas cunhadas e uma proposta de ordenação cronológica das diferentes emissões realizadas até ao final do reinado do “Príncipe Perfeito”. O fabrico destas valiosas moedas, segundo Maria José Pimento Ferro, marca o início do período de “esplendor monetário português”.
A esta pequena conversa seguir-se-á uma observação do Justo apresentado na exposição Do Medalheiro Allen ao Gabinete de Numismática, bem como de outros núcleos presentes nesta mostra que se relacionam com alguns acontecimentos importantes da História da cidade do Porto.

 

Rui Centeno é licenciado em História e doutorado em Pré-História e Arqueologia pela Faculdade de Letras da Universidade do Porto, onde é professor jubilado, tendo lecionado nas áreas da Arqueologia e Museologia, e orientou mais de meia centena de teses de doutoramento e mestrado. Participou e coordenou diversos trabalhos e projetos de investigação nas áreas da Arqueologia Castreja, da romanização e circulação da moeda na Hispânia Antiga, tendo publicado inúmeros trabalhos, a título individual e com autores nacionais e estrangeiros, e participado e organizado diversos eventos científicos. Atualmente é investigador do Centro de Investigação Transdisciplinar «Cultura, Espaço e Memória» (CITCEM) da Universidade do Porto. É Presidente da Direção da Sociedade Portuguesa de Numismática.
Entre outros cargos e funções, foi Presidente do Conselho Diretivo da Faculdade de Letras da Universidade do Porto, Presidente do Departamento de Ciências e Técnicas do Património da FLUP, Diretor do Curso de Doutoramento em Museologia, Diretor do Centro para as Ciências da Comunicação da Universidade do Porto (C2COM). Foi ainda Diretor da CULTURPORTO e Administrador da empresa pública LUSA – Agência de Notícias de Portugal, S.A. É autor e editor de mais de uma centena de livros e artigos nas áreas da Arqueologia, Numismática, História Antiga e dos Museus.

 

INSCRIÇÕES

A participação na atividade é gratuita. Inscrição através do preenchimento do formulário. Limite de 20 participantes.

+ info mdc.educativo@cm-porto.pt. ou (+351) 226057000.

ENDEREÇO

Rua de Entre-Quintas, 220 4050-240 Porto
GPS: 41.147524, -8.627930
Localização

AUTOCARRO

1M, 200, 201, 207, 208, 302, 303, 501, 507, 601, ZM, 12M, 13M
Circular Massarelos – Carmo

ESTACIONAMENTO

Palácio de Cristal